13.10.16

UNISUAM e ADVEC juntos pela educação

http://apl.unisuam.edu.br/portal/modules.php?name=News&site=2&file=article&sid=900

UNISUAM e ADVEC juntos pela educação

A UNISUAM assinará um convênio de Cooperação Técnico-Científica com o grupo do Líder Religioso Silas Malafaia, da Assembléia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), na próxima terça-feira, dia 17/07.

Uma das vantagens do convênio consiste em oferecer bolsas de estudo para os fiéis/conveniados do grupo ADVEC. As porcentagens são de 50% de desconto para Graduação e 20% para Pós-Graduação. Outros benefícios dessa parceria serão anunciados em breve e servirão como incentivo educacional para quem deseja garantir um futuro profissional de sucesso.


Fonte: Portal Unisuam

‘Saudade': filho de Eyshila lança videoclipe em homenagem ao irmão

Imagem: Reprodução/Vídeo Youtube
A família faz participação especial no vídeo em homenagem a Matheus
Lucas Oliveira, filho da cantora gospel Eyshila, divulgou nesta segunda-feira (10), o videoclipe da música “Saudade” feita em homenagem ao irmão Matheus Oliveira, que faleceu no dia 14 de junho deste ano, aos 17 anos. O lançamento da gravação chega poucos meses após a própria Eyshila ter anunciado que o filho faria uma canção para lembrar o irmão que havia morrido.
“Gente, saiu o clipe do Lucas. #Saudade”, escreveu Eyshila, em uma rede social, ao postar o link do videoclipe de Lucas.
Confira a gravação acima, que traz imagens do cantor ao lado da mãe, do pai, o pastor Odilon, e do irmão Matheus.


Fonte: Verdade Gospel.

3.10.16

Fotos e vídeo: Culto em ação de graça pela vida do Pr. Silas Malafaia; confira!

Mais de 5.000 pessoas louvarem a Deus em comunhão por mais uma ano de vida do Pr. Silas Malafaia, líder da Advec
Imagem: Advec
O pregador da noite foi o Pr. Jackson Antonio, presidente da Cathedral Revival Church Ministries
Na noite desta terça-feira (13), aconteceu um culto especial em ação de graças pela vida do Pr. Silas Malafaia, na sede da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (Advec) na Penha, no Rio e Janeiro. Com o templo lotado, cerca de 5.000 pessoas entre membros, amigos e familiares puderam agradecer a Deus pela vida do pastor Silas, que completa 58 anos nesta quarta-feira (14).
Os momentos de adoração musical foram conduzidos pelo ministério de louvor local. A ministração da Palavra de Deus ficou na responsabilidade do pastor Jackson Antonio, presidente daCathedral Revival Church Ministries, na Inglaterra, que baseou a sua pregação no texto bíblico de Mateus 14:24-33.
O momento de celebração foi encerrado pelo pastor Silas, que agradeceu a presença dos pastores amigos, da família e da igreja.
Palavras de gratidão, proféticas e de semeadura em fé
“Eu tenho dito a igreja que a coisa mais importante na vida de um pastor é você olhar para a vida dele, em todos os aspectos, porém com destaque para a sua fé. Por isso, eu concordo com todas as palavras proféticas ditas aqui, em nome de Jesus! Pois o ato de fé é registrado no céu.
Eu disse para a igreja no final do ano duas coisas. A primeira foi, que os últimos 12 anos, o ano de 2015 foi o mais difícil na minha vida, financeiramente falando. No entanto, foi o ano que eu mais semeie em toda a minha vida. Eu entreguei alguns patrimônios meus, como oferta, para os projetos dessa igreja. Quando chegamos em 2016, no mês de março, voltei a falar com a igreja que as coisas continuavam difíceis. A Leia da Semeadura não é instantânea, porque quando a bíblia fala sobre isso ela nos mostra que cada semente tem o seu tempo.
Estamos em meio a muitas obras e reformas, porém, o céu não está em crise, Deus não está em Crise, e nós passamos pelas crise e vencemos. E eu tenho ensinado que não tem hora melhor para semear do que em momentos de crise e de sufoco! A Bíblia está recheada de exemplos.
Deus é capaz de fazer tudo, mais, abundante, além do que pedimos ou pensamos. E tudo o que podemos pensar sobre nossas vidas e famílias, Deus está na frente. Assim, tudo o que recebi nesta noite eu quero transferir para essa igreja. Tenho certeza de que Deus permitirá que vocês vivam para ver, que por causa desse semeadura e das palavras proféticas ditas aqui você verá isso na sua vida!
E porque estou liberando para a igreja, o que seria importante para mim em meio a uma crise muito grande, vocês também verão o que  Jeová fará na minha vida. Então, deixo aqui o registro da minha gratidão a toda a liberalidade desse povo abençoado!”, disse o pastor Silas Malafaia.


prs-amigos

foto-1
foto-2
foto-3
foto-4
foto-5
img_3989
img_3903
img_3951
img_3983
foto-8



Lei ‘antidiscriminação’ pode forçar igrejas a terem banheiros transgêneros

Projeto antidiscriminação não menciona templos, mas procuradora diz que por serem locais públicos terão que seguir as regras
Projeto antidiscriminação não menciona templos, mas procuradora diz que por serem locais públicos terão que seguir as regras
As igrejas do estado de Massachusetts, nos EUA, estão preocupadas com uma nova lei “antidiscriminação” que poderá forçar espaços religiosos a acomodar transgêneros. Quem desobedecer poderá enfrentar multas ou até prisão.
Embora o texto da lei, que entra em vigor em outubro, não mencione especificamente igrejas nem outros tipos de templos, a procuradora-geral do estado, tem um ponto de vista diferente.
Maura Healey, juntamente com a comissão do governo designado para cumprir a referida lei, entende que os locais de culto se enquadram na categoria “outros locais de reunião pública” e estariam sujeitos às mesmas exigências que “auditórios, centros de convenções e salas de aula”, conforme prevê a lei.
A Comissão Contra a Discriminação de Massachusetts, reforça essa interpretação no documento. Segundo o material divulgado por ela: “Todas as pessoas, independentemente da identidade de gênero, terão o pleno direito de acesso a acomodações, vantagens, facilidades e privilégios em qualquer espaço público… Até mesmo uma igreja pode ser vista como um lugar de acomodação pública quando está aberta ao público”.
Começou com os banheiros
Simbolo de banheiro trangênero já foi alvo de muitos protestos nos EUA
Simbolo de banheiro transgênero já foi alvo de muitos protestos nos EUA
Nos Estados Unidos existe um amplo debate sobre a obrigação de se implantar banheiros “neutros”, onde o critério de uso não é o sexo de nascimento, mas a “identidade de gênero”.
Ou seja, qualquer pessoa pode escolher qual deseja usar, segundo seus próprios critérios. Grandes cadeias de lojas estão adotando esta prática, mas têm enfrentado resistência de parte da população que considera abusivo que um homem (travesti, por exemplo) tenha acesso ao mesmo banheiro que as meninas.
Em julho, o governador de Massachusetts, Charlie Baker assinou a lei SB 2407 que, entre outras coisas, permite que os homens transexuais usem banheiros femininos em locais públicos e obriga os empregadores a registrar os “nomes sociais” dos seus empregados.
Desde então, cristãos buscam assinaturas para que ela seja revogada.
Andrew Beckwith, presidente do Instituto das Famílias de Massachusetts, disse ao ‘The Christian Post’ que ele considerava a lei “uma ameaça a vários direitos constitucionais”, que viola “a segurança de mulheres e crianças da comunidade”.
Beckwith acredita que “apenas por pendurar um aviso que diz: ‘Este banheiro é só para mulheres biológicas’ o pastor da igreja pode pegar até 30 dias de prisão”.
Ele vai além, defendendo que as igrejas poderão ser forçadas a ter esses banheiros e, ao mesmo tempo, proibidas de falar sobre o comportamento transgênero como “pecado” ou “errado”. “Isso viola os direitos de livre exercício da religião, liberdade de expressão e liberdade de associação”, ressalta.
Beckwith explicou que já reuniu assinaturas o suficiente para que a lei seja posta em referendo, com a população podendo decidir se ela entrará ou não em vigor. Caso consiga entrar com o registro, um plebiscito será feito no estado no próximo período eleitoral, em 2018.
Contudo, eles temem que a pressão seja cada vez maior, uma vez que já existe uma lei federal nesse sentido, criada pelo governo Barack Obama e que deverá ser ampliada caso Hilary Clinton vença a eleição este ano.

Fonte: Verdade Gospel Gospel Prime

24.9.16

‘O cristão e a política’ na íntegra; Pr. Silas Malafaia comenta


Imagem: DivulgaçãoEm sua mensagem O cristão é a política, o pastor Silas Malafaia baseia sua reflexão nos textos de Mateus 22:21 e Romanos 13:7.
“Falar sobre esse tema para muitos é indigesto, incômodo, mas eu tenho aprendido que a Bíblia não me fala apenas de assuntos que eu gosto, mas que eu preciso. Quem come só o que gosta, acaba tendo problemas. Por isso é necessário comer o que se precisa!”, disse o pastor.
Ele também desafia o telespectador a ouvir essa mensagem sem preconceito.”Esse é o jogo dos que falam toda hora em preconceito, pois a própria Palavra (de Deus) é preconceito para eles e eles não querem ouvir opinião contrária”.
O pastor também destaca a importância de buscar informação, conhecimento, ouvir tudo, porém sempre duvidando, criticando e determinando. Ele explica: “Duvidar é não aceitar de pronto, criticar é analisar o que está sendo falado e determinar é: recebo tudo, num recebo nada, recebo parte e rejeito parte”.
Ao comentar os textos base de sua pregação, o pastor Silas destaque a resposta de Jesus aos fariseus em relação ao poder político, afirmando que “dar a Cesár o que é de César, e a Deus o que é de Deus” é uma chamada a cada cristão para cumprir sua função de cidadão terreno e celestial.
Sobre o texto de Romanos, o pastor Silas diz que o apóstolo Paulo fala sobre as obrigações da cidadania terrena: ‘a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto’. “O mesmo Paulo que fala das obrigações terrenas, é o mesmo Paulo que fala dos direitos da cidadania terrena (Atos 16:35 ao 40), quando ele é injustamente posto na cadeia”.
Em sua reflexão, o pastor Silas fala que buscar o Reino de Deus é prioridade na vida do cristão, porém o mesmo não deve desprezar ou ignorar o que é secundário. “Se queremos implantar o Reino de Deus na Terra, como podemos nos alienar da vida social?”, questiona.
Equívocos cristãos sobre a política também forma abordados. Afirmar que ‘política é do diabo’ é um erro (Romanos 13: 2 e 7). Assim como: ‘o mundo não tem nada para nós’ (Salmos 115:16). “O sistema que Satanás domina não tem nada para nós, mas o que está no planeta Terra é para ser conquistado, seja político ou não” (Gênese 1:27, Salmos 115:16).
O pastor Silas ainda esclarece sobre a laicidade da política, da contribuição do cristianismo e a Reforma Protestante para o Ocidente e para o mundo, sistema eleitoral entre outros pontos.
Fonte: Verdade Gospel.




Dep. Sóstenes repudia decisão de colégio carioca; saiba o motivo

Fonte: Verdade Gospel

29.6.16

UNISUAM e ADVEC juntos pela educação

Uma das vantagens da parceria consiste em
 oferecer bolsas de estudo para os fiéis/conveniados do grupo ADVEC 




A UNISUAM assinará um convênio de Cooperação Técnico-Científica com o grupo do Líder Religioso Silas Malafaia, da Assembléia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), na próxima terça-feira, dia 17/07.

Uma das vantagens do convênio consiste em oferecer bolsas de estudo para os fiéis/conveniados do grupo ADVEC. As porcentagens são de 50% de desconto para Graduação e 20% para Pós-Graduação. Outros benefícios dessa parceria serão anunciados em breve e servirão como incentivo educacional para quem deseja garantir um futuro profissional de sucesso.


Fonte: Portal Unisuam
EBD Lição 13 - Futuro da Criação - Pr. Mateus Bottin - 26.06.2016

Fonte: Advitoriaemcristo

Culto de Celebração 26.06.2016 - Pr. Clézio de Araújo
Fonte: Advitoriaemcristo


Seminário de Aconselhamento - Drª Ilma Cunha
Fonte: Advitoriaemcristo

Culto da Palavra - Pr. Vicente Sabattino
Fonte: Advitoriaemcristo

ADVEC sai na primeira página de um dos jornais mais importantes do mundo.

O jornal Washingtonpost, um dos periódicos mais importantes do mundo, publicou uma matéria sobre a crise brasileira e a contribuição fundamental de influentes líderes evangélicos, principalmente a do pastor Silas Malafaia, para que o governo interino de Michel Temer avance e tire o país do caos econômico, social e também moral em que se encontra. Com o título In Brazil’s political crisis, a powerful new force: Evangelical Christians (Na crise política brasileira há uma nova força: os cristãos evangélicos, numa tradução livre).
Para o jornal, os 13 anos em que o PT esteve no poder foi o suficiente para que Brasil retrocedesse em todas a áreas. E em meio ao processo de impeachment de Dilma Rousseff, o presidente interino do Brasil Michel Temer precisou buscar forçar e apoio. Segundo a matéria, Temer encontrou nos cristãos evangélicos, que foram um dos grupos mais fortes que atuaram para o fastamento de Dilma, essa força.
A reportagem perguntou ao pastor Silas Malafaia, a quem consideram o principal televangelista do país e um crítico acirrado do governo petista, o motivo de sua oposição. O pastor Silas afirmou que eles queriam controlar o estado e foi enfático, “nós vimos que o comunismo estava no  DNA desse governo!”.
A influência na TV e nas redes sociais do líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) também foi destaque na matéria. O jornal chegou a citar que o pastor Silas nunca escondeu seu apoio a Temer e chegou a gravar um vídeo desmentindo a falácia de que o presidente interino fosse um satanista, o que repercutiu e foi reproduzido em diversas mídias do país.
A equipe do Washingtonpost esteve presente em um dos cultos da ADVEC na Penha e pode registrar a pregação, os louvores e entrevistar membros da igreja. Pastor Silas não se intimidou durante sua pregação e foi taxativo em afirmar que a homossexualidade, a prostituição e o aborto são pecado.
Para a jornal, apesar da atual imagem negativa do Brasil no exterior ser, por exemplo, de um país para prostituição e só de Carnaval, os líderes evangélicos insistem em afirmar que o país é sério, tem valores morais definidos e que a política brasileira está começando a refletir isso.
Deixe o seu comentário no facebook e instagram: @advecoficial 
leia a matéria completa em inglês em: https://www.washingtonpost.com/world/the_americas/in-brazils-political-crisis-a-powerful-new-force-evangelical-christians/2016/05/26/5c8b9bdc-1c7d-11e6-82c2-a7dcb313287d_story.html
Fonte: Washingtonpost

27.6.16

Contra a corrupção, modelo de investigação da Lava Jato se dissemina pelo país

Imagem: Divulgação
Para o procurador, Carlos Fernando dos Santos Lima, a Lava-Jato criou uma sistemática de combate à corrupção e ao crime organizado.
Dois meses após o juiz Sérgio Moro ter previsto que os trabalhos da Lava-Jato em Curitiba poderiam ser encerrados até dezembro, a operação volta a tomar corpo, se espalha e mostra fôlego para alcançar governadores e prefeitos. A planilha da Odebrecht, com cerca de 200 nomes e ainda não decifrada, registra repasses desde as eleições municipais de 2012.
Pelo menos R$ 68 milhões trazidos do exterior se transformaram em dinheiro em espécie pelas mãos de doleiros identificados como Kibe e Dragão. Esse dinheiro foi entregue a beneficiários de propina, o que mostra o potencial de danos que a Lava-Jato pode causar no cenário político, incluindo as eleições de 2018.
A transparência dada às apurações da Lava-Jato já serve como modelo de investigações que envolvem homens e dinheiro públicos. E gera filhotes. Pelo menos três novas operações — Cratons, O Recebedor e Custo Brasil — trilham o caminho do dinheiro cujos meandros foram identificados em Curitiba.
Já foram identificados desvios na Ferrovia Norte-Sul, na Integração Leste-Oeste, nas obras do Rio São Francisco e na extração ilegal de diamantes em terras dos índios cinta-larga, cujo dinheiro transitava pela conta de um dos doleiros da Lava-Jato, Carlos Chater.
“É importante que o exemplo de atuação e a tecnologia de investigação que usamos em Curitiba se espalhem e se tornem padrão dentro do Ministério Público; o Federal e o Estadual. É para isso que estamos trabalhando, para que o exemplo da Lava-Jato se torne corriqueiro”,  afirma o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, da força-tarefa.
A Custo Brasil foi deflagrada semana passada em São Paulo e levou à prisão Paulo Bernardo, ex-ministro dos governos Lula e Dilma Rousseff e marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). O juiz Paulo Bueno Azevedo, da 6ª Vara Federal de São Paulo, manteve documentos sob sigilo, mas tornou pública a razão das prisões.
Em despacho, Azevedo disse que a democracia não pode mais conviver com processos secretos e que “há evidente interesse da sociedade em saber as razões pelas quais, por exemplo, se determina a prisão de um ex-ministro de Estado”. Afirmou ainda que a decisão da própria Justiça deve ser fiscalizada pela sociedade.
“Ninguém em particular tem o poder de impedir o avanço das investigações. A sinalização da impossibilidade de obstrução dos processos penais é claríssima. Há uma consciência coletiva sobre a imprescindibilidade do avanço da Lava-Jato, e ela serve de vigília para que o Judiciário, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal prossigam no seu dever”, afirma o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Ayres Brito.
Até Moro já confidenciou a interlocutores ser improvável que os trabalhos da Lava-Jato em Curitiba terminem ainda este ano. Parte das investigações que envolvem o ex-presidente Lula retornaram ao juiz.
Em Pernambuco, a Operação Turbulência investiga um esquema ilegal que pode ter financiado a campanha de Eduardo Campos (PSB), ex-governador do estado e candidato à Presidência em 2014, quando morreu num acidente aéreo. O esquema, que incluía o avião no qual Campos viajava, teria movimentado R$ 600 milhões. A ex-senadora Marina Silva, da Rede, provável candidata à Presidência em 2018, foi vice na chapa de Campos e chegou a liderar as intenções de voto na corrida presidencial, logo após a tragédia.
Fontes: Verdade Gospel e O Globo.

Compra de medicamentos é nova fonte de fraudes na Petrobras

Imagem: DivulgaçãoO Tribunal de Contas da União (TCU) investiga a compra irregular de medicamentos por funcionários da Petrobras que lesou a empresa em R$ 6 milhões por mês. A denúncia foi divulgada neste domingo (26) pelo Fantástico, da TV Globo. O programa de compra de remédios, benefício concedido a 300 mil pessoas, representava um gasto de R$ 20 milhões (30% deles sob suspeita de fraude).
A compra só podia ser feita pelo beneficiário, em farmácias credenciadas, com receita em seu nome e cartão do plano de saúde da empresa. Foram identificadas mais de 13 mil receitas irregulares em seis meses. Em razão dos desvios, o programa foi suspenso em setembro.
Ao Fantástico, a estatal petrolífera informou que os funcionários que cometeram irregularidades podem perder seus cargos e ter de ressarcir a empresa dos valores gastos indevidamente.
Fontes: Verdade Gospel e Istoé.

Delúbio Soares e Bumlai participam de acareação

Imagem: Divulgação
Delúbio é acusado de lavagem de dinheiro em processo que envolve mais oito pessoas.
O ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT) Delúbio Soares e o pecuarista José Carlos Bumlai vão participar de uma acareação nesta segunda-feira (27), em virtude de um processo da Operação Lava Jato. Bumlai participará por videoconferência por São Paulo e Delúbio em Curitiba, na Justiça Federal.
Antes da acareação, por volta das 14h, Bumlai será ouvido pelo juiz Sérgio Moro como testemunha de acusação em um processo que tem Delúbio como um dos réus.
A acareação foi um pedido da defesa de Delúbio Soares. Ele nega a narrativa de Bumlai de que o ex-tesoureiro tenha participado de reunião em que foi negociado empréstimo de R$ 12 milhões do Banco Schahin para Bumlai. Segundo o pecuarista, o destinatário final era o PT. A acusação sustenta que ele intermediou o empréstimo que Bumlai diz ter recebido do Banco Schahin e repassado ao PT.
Dos R$ 12 milhões, segundo o MPF, o empresário Ronan Maria Pinto recebeu R$ 6 milhões – ele também é réu no processo.
De acordo com o MPF, o empréstimo foi pago por meio da contratação do Grupo Schahin como operador do navio-sonda Vitória 10.000, pela Petrobras, em 2009, ao custo de US$ 1,6 bilhão.
Ainda conforme as investigações, em depoimento ao Ministério Público Federal, Marcos Valério, operador do mensalão, afirmou que parte do empréstimo obtido por Bumlai era destinado Ronan Maria Pinto, que extorquia dirigentes do PT. O MPF afirma não ter provas, até o momento, que expliquem os motivos da extorsão.
O dinheiro, segundo a acusação, tinha como fim a compra de ações do jornal “Diário do Grande ABC”. O MPF diz que o objetivo de comprar ações era, segundo Marcos Valério, porque o jornal estava ligando Ronan Maria Pinto a denúncias da morte do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel.
Fontes: Verdade Gospel e G1.

Delação da Odebrecht tem revelações sobre blogs favoráveis ao PT

Imagem: DivulgaçãoNo acordo de delação premiada da Odebrecht existem também itens de menor potência. Entre os cerca de 90 temas que os advogados negociam com os procuradores, consta um capítulo sobre pagamentos aos blogs que faziam a defesa dos governos Lula e Dilma Rousseff e do PT. Além de verbas públicas, a turma também recebia das empresas envolvidas na Operação Lava Jato.
Fontes: Verdade Gospel e ÉPOCA.

PGR investiga se Renan recebeu propina no exterior

Imagem: ReproduçãoA Procuradoria-Geral da República investiga se o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebeu propina no exterior, referente a um negócio da Petrobras na Argentina. Segundo o jornal Folha de S. Paulo desta segunda-feira, o inquérito é sigiloso e foi assinado pela vice-procuradora-geral da República, Ela Wiecko, em novembro do ano passado.
Essa é a primeira frente de investigação da Lava Jato que relaciona Renan a um possível recebimento de vantagem indevida também fora do país. Até agora, o senador foi apontado como beneficiário do esquema de corrupção instalado na Petrobras por meio de doações legais ou dinheiro em espécie.
Segundo o jornal, o senador Jader Barbalho (PMDB-PA) e o deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE) também são investigados no mesmo inquérito. “O repasse de vantagem pecuniária indevida a Renan Calheiros, Jader Barbalho e Aníbal Gomes, por meio de valores em espécie no Brasil ou transferências para contas bancárias no exterior, pode configurar os crimes de corrupção passiva qualificada e de lavagem [de dinheiro]”, diz o documento.
A investigação tem como base a delação premiada do lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano. Em seu depoimento à força-tarefa da Lava Jato, Baiano afirmou que a Petrobras vendeu sua participação acionária na empresa argentina Transener mediante o pagamento de propina pelo lobista Jorge Luz. Segundo o delator, houve pagamento de propina para que a Petrobras efetuasse a venda a empresários argentinos porque o negócio estava acertado com os americanos.
Baiano disse que Jorge Luz repassou os valores ao “pessoal do PMDB” no Brasil pelo fato de eles serem os responsáveis por manter, naquela época, Nestor Cerveró na diretoria da área de Internacional da Petrobras.
Ainda de acordo com Baiano, o então ministro argentino Julio de Vido e o ex-ministro argentino Roberto Dromi participaram da operação. O delator não soube confirmar, no entanto, se eles receberam propina – mas desconfia que Dromi tenha recebido por ter costurado o negócio.
De acordo com a Folha, a Polícia Federal levantou os registros de entrada e saída do país de Jorge Luz e o filho dele, Bruno Luz, além de outros envolvidos no negócio. Os investigadores também buscam por contas no exterior ligadas a esses personagens.
A PF identificou que Cerveró foi à Argentina quatro vezes em 2006 e 2007 antes de o negócio ser concretizado. Em 26 de março de 2006, ele participou, inclusive, de uma reunião com o então ministro Julio de Vido, do governo Néstor Kirchner. Por sua vez, Jorge Luz viajou para Buenos Aires em 10 de março de 2006. Ele e o filho também viajaram com frequência para Miami, Europa e, no caso de Bruno, ao Panamá em 2013. O país é conhecido por ser um paraíso fiscal.
Por meio de nota, enviada à Folha, o presidente do Senado reafirmou que “como nas demais ocasiões, não recebeu vantagens de quem quer que seja” e que “a possibilidade de se encontrar algum recurso sem origem justificada nas contas do senador é zero”.
Aníbal Gomes disse que refuta as acusações e prestará os esclarecimentos às autoridades no momento certo.
Procurado, Jader Barbalho não foi encontrado. Ele já havia dito que não conhece Fernando Baiano e que nunca recebeu “nenhum centavo”. Também não responderam ao contato do jornal a defesa de Jorge Luz e de seu filho Bruno Luz.
Quando a delação de Baiano veio a público, Julio de Vido afirmou que não conhecia o delator nem Jorge Luz e que não sabe como eles podem ter ajudado na transação, segundo o jornal.
Fontes: Verdade Gospel e Veja.

25.6.16

ECONOMIA 
As Melhores Ações da Bolsa 


Dedicamos uma equipe de analistas a vasculhar as mais de 300 ações da Bolsa em busca das grandes oportunidades do mercado.
Tudo para você ter à disposição, semanalmente, uma ferramenta indispensável na identificação dos papéis com maior potencial de valorização.
Oferecemos uma chance real de multiplicação do seu dinheiro na Bolsa. Mas também movimentos defensivos a fim de protegê-lo, dependendo da situação.
Trata-se de um serviço que oferece uma carteira que já nasceu vencedora, com ações que apresentam lucros consistentes e podem transformar a sua vida financeira para sempre.

Fonte: Empiricus

Dono da UTC, Ricardo Pessoa, é condenado a 8 anos pela Lava Jato

Lucio Bernardo Junior/ Câmara dos Deputados
O acordo de delação foi assinado por Ricardo Pessoa e o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, em maio de 2015, e foi homologado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki no dia 23 de junho do mesmo ano.
Ricardo Pessoa, dono da empreiteira UTC Engenharia, foi condenado a 8 anos e 2 meses de prisão em ação penal originada a partir da Operação Lava Jato. Ele foi condenado por corrupção e pertinência à organização criminosa.
A pena dele deverá ser cumprida em regime aberto diferenciado, que implica proibição de viajar ao exterior, de mudar de domicílio e de se ausentar por mais de 15 dias sem a autorização da Justiça. Ele deve apresentar relatórios semestrais sobre suas atividades.
A defesa de Ricardo Pessoa considerou a sentença justa, uma vez que absolveu por lavagem de dinheiro e levou em consideração fatos incontroversos da colaboração.
O empreiteiro é delator na Lava Jato, acordo de delação foi feito em Brasília porque Ricardo Pessoa citou pessoas com foro privilegiado. A sentença do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, é de quinta-feira (23).
Pessoa foi preso na 7ª etapa da operação, em novembro do 2014, junto com diversos executivos e ex-executivos de construtoras. Ele foi solto em abril de 2015 para cumprir prisão domiciliar.
O doleiro Alberto Youssef,  o empresário Márcio Andrade Bonilho e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa também eram réus nesta mesma ação penal.
Para Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa, Moro extinguiu o processo, sem julgamento de mérito, por ambos têm condenação pelos mesmos crimes em outra ação penal.
Márcio Andrade Bonilho foi absolvido do crime de corrupção, de acordo com o juiz, por ausência de prova. Ele era o sócio responsável pela administração da importadora Sanko-Sider.
Segundo as investigações, Ricardo Pessoa era o chefe do clube VIP das construtoras que formaram um cartel para assumir contratos bilionários da Petrobras.
As empresas ajustavam previamente qual delas iria vencer as licitações, manipulando os preços. Com o superfaturamento, pagavam propinas. Havia uma espécie de regulamento, como em um campeonato de futebol, para que as obras na Petrobras fossem divididas de acordo com o interesse de cada empresa.
Fontes: Verdade Gospel e Veja.

24.6.16

Reino Unido decide sair da UE e primeiro-ministro renuncia

Robert Thom /The Prime Minister’s OfficeCom 52% dos votos a favor e 48% contra, o Reino Unido decidiu deixar a União Europeia (UE) depois de 43 anos. O resultado do referendo realizado nessa quinta-feira (23) foi divulgado nas primeiras horas da manhã desta sexta (24).
Em declaração ao país, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou a sua demissão. Ele deve deixar o cargo em outubro.
Cameron sempre se posicionou favoravelmente à permanência do Reino Unido na UE e, durante os meses que antecederam o referendo, afirmou que o Brexit – união das palavras Britain (Grã-Bretanha) e exit (saída, em inglês) – poderia trazer graves consequências econômicas para o país.
“O povo britânico votou para deixar a União Europeia, e sua vontade deve ser respeitada. A vontade do povo britânico é uma instrução que deve ser entregue. Será necessária uma liderança forte e empenhada”, disse David Cameron, ressaltando que outra pessoa deve liderar o processo de transição.
A taxa de participação no referendo foi de 71,8%, a maior em votações no Reino Unido desde 1992.
Nigel Farage, líder do partido Ukip e defensor do Brexit, afirmou ser o “dia da independência” do Reino Unido.
A Inglaterra e País de Gales votaram fortemente a favor da saída, enquanto cidadãos da Escócia e da Irlanda do Norte optaram pela permanência no bloco. Em Londres, 60% dos votos foram pela permanência na UE. No entanto, em todas as outras regiões da Inglaterra, a maioria votou pela saída.
O Reino Unido é o primeiro país a sair da União Europeia desde a sua criação, mas a decisão não significa que ele deixará imediatamente de ser membro da UE. Esse processo pode demorar dois anos, de acordo com o Tratado de Lisboa.
“Os tratados deixam de ser aplicáveis ao Estado em causa a partir da data de entrada em vigor do acordo de saída ou, na falta deste, dois anos após a notificação, a menos que o Conselho Europeu, com o acordo do Estado-Membro em causa, decida, por unanimidade, prorrogar esse prazo”, diz o Artigo 50 do Tratado de Lisboa.
Após o resultado do referendo, a libra caiu para o nível mais baixo em relação ao dólar desde 1985.
Em declaração hoje de manhã, Mark Carney, o governador do Banco da Inglaterra, prometeu a liquidez necessária às instituições para que a crise política que começa agora, com a saída de David Cameron, não se torne uma crise financeira.
Carney garante que há 250 bilhões de libras em fundos para assegurar o funcionamento dos mercados.
Fontes: Verdade Gospel e Exame.